viernes, 5 de marzo de 2010

Sobre meu menino adolescente, a liberdade e sobre nao perder o rumo


Espero que voces aproveitem da juventude, que nao tenham muitos medos, nem preconceitos daquele tipo que fica zoando o outro pq tem orelha grande, pq tem jeito afeminado, pq usa óculos, pq não é antenado em moda e nem se veste de um jeito bacana, pq é gordo, pq mora num bairro pobre, pq nao tem sobrenome importante, nem preconceito pela cor da pele, nem ria de quem tem fé e reza antes de dormir.


Espero que voces façam planos que não seja só de beber com os amigos no fim de semana, que façam planos de estar em contato com a natureza (não em forma de "erva"...Rá! ). Tô falando de ver o pôr do sol no morro, fazer trilha a pé subindo em direçao a nascente do rio e desfrutar do prazer de encontrar uma cachoeira e só escutar o silêncio e a agua. Isso pra mim é como quase que estar na presença de Deus, voce se sente pequeno e grande ao mesmo tempo.


Espero que voces trabalhem duro pra conseguir liberdade para ir e vir. É muito bom, acreditem! E espero que descubram rápido que nem tudo vem fácil, é preciso fazer as escolhas e meio que seguir o conselho da Gabi que escreveu lá no orkut dela assim: 'Juízo não significa fazer tudo certo, mas saber a hora certa de fazer a coisa errada! '


Espero tambem que voces façam planos de acampadas,
que façam planos de viagens...
E quando eu penso nas viagens que voces podem fazer(e não tô falando das "viagens psicodélicas" que no fim nem tira voce do chão...não tô falando desse tipo de viagem interior e solitária),falo dos lugares que possam conhecer, jeitos, pessoas, luzes e cores, cheiros,idiomas, toda experiênca que vem cheia de brindes.

Quando a experiência que a pessoa compra é uma viagem,por exemplo, voce ganha mais que fotos, ganha histórias, sensações, que ficam na tua memória e que ninguem pode tirar de voce! O que voce sente quando, lá de cima da montanha, vê pela primeira vez, a montanha toda nevada ou o mar arrebentando numa parte escarpada, ou o chão coberto de folhas no outono, ou a balada onde vc dançou a noite inteira e não "pegou" nenhuma gatinha mas mesmo assim foi uma noite especial, isso, essa sensaçao nunca...NUNCA vai se gastar. Isso voce leva de brinde!

É uma etapa difícil e nenhum conselho será bem vindo. A gente vai repetir inumeras vezes que tambem já fomos adolescentes e que no nosso tempo de adolescente tbm tivemos problemas iguais e piores aos que voces tambem enfrentam agora. Mas não vai servir de consolo,porque adolescencia é um universo muito, mas muito egoísta. E eu já viví nesse universo, porque antes de ser mãe eu fui adulta e antes disso fui adolescente. Mas isso foi há muuuuuito tempo atrás.
Agora já to naquele universo de ter medo de que meu filho não faça boas escolhas ou de que ponha sua vida em risco com as drogas, com excesso de bebida, com alta velocidade combinada com diversão+bebida, que arrisque com sexo não seguro (porque tooooodo mundo diz que não faz sexo sem preservativo mas tooooooodo mundo já chutou o pau da barraca alguma vez numa hora de grande tesão e de não pensar em mais nada naquele momento que a coisa tá tããão boa).
Já viví tambem aquela fase de fazer planos pro filho, de planejar que ele fizesse um curso de ingles, chino ou danés pra ter um bônus extra de poder se mover pelo mundo. Uma projeção dos meus sonhos de adolescente (eu quis muuuuito aprender japonês qdo tinha 18 anos e não me pergunte o porquê ok! Só sei que queria aprender....APRENDER!!).
A gente sempre quer que os filhos tenham o que não tivemos, que façam o que não fizemos...
Tudo que eu quero é que meu menino e seus amigos sejam meninos divertidos e responsáveis. Não é difícil curtir a vida, ser bacana e ser responsável (acreditem em mim!!! rs).

Eu pareço uma mãe moderna( e até acho que sou), mas tbm acho muuuito mais moderno que os meninos da gente fiquem ligados que liberdade é pra todo mundo(pai,mãe,filhos,amigos...) e que liberdade só vem junto com responsabilidade.
E é esse o virus que eu sugiro que voces contraiam....quem tiver cabeça dura vai nadar...nadar e morrer na praia!



2 comentarios:

Dani Garlet dijo...

Ahhhhh
ahhhhhhh..... AAAhhhhhh que delicia de texto! Quantas lagrimas não posso deixar escorrer agora porque to aqui no trabalho, no meu ultimo dia de trabalho.... rs
Que texto que eu queria ter lido antes.... tãooooo antes.....

eu amo tuas sabias palavras!
Beijos

Priscila dijo...

Ainda bem que meu irmão Bassani, tem uma "MÃE DE AMIGO" tão, tão especial... espero que ele tenha lido esse texto.
Acho que vou salvá-lo para os meus filhos tbém.
Beijos:*